Fachada de casa na Avenida Brasil

Ilustração figurativa de uma fachada de uma casa na Avenida Brasil, na foz do Douro no Porto.

A moldura não está incluída.
A ilustração encontra-se em stock e está pronta para expedir em 1-2 dias úteis.

16,0050,00

Limpar

Ilustração figurativa de uma fachada de uma casa na Avenida Brasil, na foz do Douro no Porto.

A moldura não está incluída.
A ilustração encontra-se pronta para expedir em 1-2 dias úteis.

Neste link consulte toda a colecção de ilustrações do Porto.
Nesta página encontra mais informações úteis sobre a cidade.

—-

De pacata aldeia de pescadores e couto do mosteiro de Santo Tirso, São João da Foz ganhou importância acrescida a partir de meados do século XIX, quando “ir a banhos” começou a ser moda entre nós.

Do centro do Porto, ia-se para a Foz de carroça ou de burro. Mas, rapidamente, membros da comunidade britânica e algumas famílias mais abastadas do burgo começaram a construir casas de férias na Foz, com a época balnear a prolongar-se entre agosto e outubro.

No século XX, assistirmos à popularização da praia e à generalização dos banhos de mar, muito graças às recomendações médicas, na sua luta contra o raquitismo.

A Arte Nova foi tardia e de pouca duração em Portugal. Teve início por volta do ano de 1905 e terminou 15 anos mais tarde em 1920. Os princípios estéticos adotados pela Arte Nova portuguesa eram semelhantes ao do estilo que já proliferava na Europa; a influência francesa foi a que mais se fez notar nas construções deste estilo no território português. A aplicação da Arte Nova em Portugal deveu-se sobretudo à ação da burguesia urbana, que nas cidades de Lisboa, Porto e Aveiro e Cacia, desenvolveram edifícios marcantemente deste estilo. A aparição de obras Arte Nova no país deveu-se à pura continuidade artística.

No que diz respeito à arquitectura, o facto de não existirem propriamente traços estruturais nem volumetrias próprias, esta desenvolve-se subsidiária da arquitectura tradicional portuguesa. Um dos maiores aspectos relevantes é a utilização de materiais e técnicas inovadoras tais como o uso de massa de cimento.
Por ser considerada uma arte bela «com proporção, carácter e harmonia, intensidade original como expressão e conceito» (por Adães Bermudes) o principal ponto de aplicação da Arte Nova era na decoração e ornamentação. Portões, varandas e escadarias eram trabalhadas minuciosamente por habilidosos artesãos que davam as peças os contornos típicos do estilo. A tónica ornamental florista, naturalista e curvilínea era uma constante nos pormenores dos edifícios.
No Porto, temos como exemplos, o Café Majestic, a Livraria Lello e habitações na Rua da Galeria de Paris e Rua Cândido dos Reis.
Em Portugal foi comum, mais que a arquitectura, a decoração de fachadas e interiores com azulejos em estilo Arte Nova, como se comprova em muitos edifícios do final do século XIX e início do século XX.

A 100% Portugal
Ilustrações e fotografias representativas dos ex-libris da cidade do Porto e arredores.
Nasceu a partir de uma ideia de criar produtos que representassem de alguma forma o nosso país e a nossa cultura. Assim nasceu a forma de estar 100% PORTUGAL!

Formato

, , , ,